Conflitos do Oriente Médio elevam preço do petróleo

Os atuais conflitos no Oriente Médio são a razão para a alta de quase 1% dos preços do petróleo, já que uma de suas consequências pode ser a queda da oferta da commodity, caso a crise se estenda. Na referência global para abril, o petróleo Brent para contratos futuros registrou alta de 0,76%, a US$ 78,59 por barril, enquanto o WTI, a referência americana, para março, subiu 0,73%, a US$ 73,31 o barril. As informações são do jornal Valor Econômico desta terça-feira (06/02).

Projeção de demandas

Projeções do Bank of America (BofA) indicam elevação da demanda global por petróleo até 2030, puxada pelo forte consumo de petroquímicas e de companhias aéreas (combustível de avião). Um recorde de 10,3 milhões de barris/dia foi registrado pela instituição no terceiro trimestre de 2023. Foram acrescidos 3,3 milhões de barris consumidos por dia nos três últimos anos, desde a pandemia, que derrubou o consumo diário a 92 milhões de barris, em 2020.

Nesta quarta-feira devem ser anunciados os números referentes ao estoque de petróleo nos EUA. Pelas expectativas dos analistas, os estoques foram de 1,3 milhão de barris para 423,2 milhões. Os estoques de gasolina subiram 300 mil barris para 254,4 milhões, no mesmo período, conforme números apresentados na semana encerrada na última sexta-feira (2). O anúncio deve ser feito pelo Departamento de Energia dos EUA.

Fonte original: Valor Econômico

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Você precisa estar logado para ter acesso a este conteúdo

Já é assinante?

Ou Cadastre-se